Convidamos o jornalista Pedro Costa para dar sugestões de leituras para o público apaixonado por futebol e por livros. Confere as dicas dele e se prepara para bons momentos em companhia de boas histórias e do seu esporte favorito. 

Febre de Bola - Nick Hornby 

febre-de-bola.jpg

A história autobiográfica de Nick Hornby causa empatia à maioria dos leitores porque é um espelho da nossas vidas: daqueles que são apaixonados por futebol. Nick, torcedor do Arsenal, aborda todas as fases de um fanático. A descoberta na infância, a paixão que beira a cegueira e nos faz trocar tudo por um jogo do clube do coração, as desilusões, as fugas e encontros que o futebol proporciona.  

É um clássico, tem leitura fácil e fez parte do kit especial entregue aos sócios no centenário do clube londrino.  

Estrela Solitária – Um brasileiro chamado Garrincha - Ruy Castro

Como jornalista, sou suspeito para falar de Ruy Castro. É um mestre da observação, da apuração e da escrita. É excelente em todos os assuntos e estilos de texto. Para ele não tem marcação certa, assim como para Garrincha, o jogador mais inventivo e driblador de todos os tempos.

O livro é completo! Conta a história de Mané desde a árvore genealógica com origens indígenas, passando pelo glamour da bola e indo até o melancólico fim da sua vida. Devastado pelo álcool e com pouco dinheiro.

Como tudo que é muito real impressiona, o livro passou 10 anos proibido de circular pela família de Mané antes de vir a público para se tornar um relato tocante e humano de uma estrela do futebol.  

Futebol ao sol e a sombra - Eduardo Galeano

O jornalista e escritor uruguaio se destaca por sua obra com viés social e político. Principalmente na América Latina. Neste livro, no entanto, Galeano nos brinda com seu brilhantismo ao falar sobre seu esporte favorito: o futebol.

São textos curtos escritos com a linguagem romântica das crônicas de antigamente, que contam a histórias de jogadores, campeonatos, gols, sem esquecer de contextualizar o leitor com a atmosfera que cercava tal causo.

O livro também é de fácil leitura e pode ser digerido por partes, já que um texto é independente do outro. A edição que está na minha estante tem lugar de destaque pela bela capa ilustrada com um time de bonecos de barro vestidos com uma camisa preta, branca e vermelha, bem parecida com a do Santa Cruz.   

Dança dos Deuses - Hilário Franco Junior

Sabe aquela frase: “Não é só um jogo”? Pois bem. Item obrigatório em todas as listas sobre livros que tratam do assunto, Dança dos Deuses é um tratado histórico e antropológico sobre a influência do futebol na evolução das sociedades e seus valores. Desde a Idade Média.

A-Danca-dos-Deuses-Futebol-Sociedade-e-Cultura-Hilario-Franco-Junior-112901.jpg

Hilário Franco Júnior investiga a fundo a estrutura e a linguagem inerentes à bola. Se você acha que tudo na vida se explica pelo futebol, este é o livro para confirmar sua teoria.  

À Sombra das Chuteiras Imortais - Nelson Rodrigues

O maior cronista esportivo da história do Brasil não poderia ficar de fora dessa lista. Nelson Rodrigues levou os textos sobre futebol a outro patamar. Antes era apenas um relato comum, sem muita emoção, que servia mais para dizer quem ganhou e quem perdeu tal jogo.

Nos textos de Nelson, o que menos importa é o placar. Os artifícios usados pelo escritor recifense são capazes de transformar uma cobrança de lateral em um evento épico. Basta Nelson Rodrigues querer.

Mesmo sendo torcedor declarado do Fluminense, consegue falar dos outros clubes com a mesma maestria. E as crônicas sobre a Seleção Brasileira sempre vêm carregadas com a essência do brasileiro e sua vida sofrida e divertida. Este livro reúne uma seleção de crônicas separadas por Ruy Castro e é uma bíblia dos jornalistas esportivos.

O Negro no Futebol Brasileiro - Mário Filho

Sem a presença do negro no futebol, o Brasil não existiria da forma como conhecemos. E a história sobre como o esporte de elite, trazido pelos ingleses, se popularizou no país é contada neste livro do jornalista Mário Filho. O mesmo que tem seu nome dado ao estádio mais simbólico do futebol - o Maracanã.

Publicado pela primeira vez em 1947, a obra tem o prefácio escrito por Gilberto Freyre e tem como assunto central a ascensão do negro e do mulato pelo futebol. Outra tese defendida é à construção da ”brasilidade futebolística”, termo usado por Mário Filho para conceituar a identidade do país baseada no futebol, social e politicamente.

Ótima leitura para quem se interessa por história, futebol e empoderamento negro.


Confere mais sugestões de livros, filmes, músicas e outros conteúdos sobre futebol na série Paixão Além das 4 Linhas: 

Futebol Além das 4 Linhas #1 - José Luiz Ratton

Futebol Além das 4 Linhas #2 - Marcelo Cavalcante

Futebol Além das 4 Linhas #3 - Rodrigo Édipo

Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos e amigas e ajude-nos a espalhar a missão da love.fútbol para mais pessoas! :)


Primeira vez por aqui? A love.fútbol é um movimento que mobiliza e integra comunidades através do futebol, enquanto elas planejam, constroem e mantém seus próprios campos. Sonhamos com um mundo onde todas as crianças tenham a oportunidade de expressar plenamente sua paixão pelo jogo. Conheça a love.fútbol.


Quer contribuir com a missão de fortalecer comunidades através da paixão pelo futebol?

Comment