Irene,
bola para a frente. Sempre que o mundo tentar te derrubar, te atacar, te derrotar. Bola para a frente quando ameaçarem os seus sonhos mais particulares, anularem teus desejos mais expressos, desafiarem tuas virtudes mais sólidas. Bola para a frente se a cama parecer o melhor lugar (não é), quando a comida parecer não ter gosto (tem), quando o choro não quiser cessar (enxuga a tristeza líquida, filha). Bola para a frente sempre que a dor esconder teu sorriso. Sempre que o silêncio for mais alto que o barulho. Sempre que a alegria chegar molhada de chuva na sua alma. Sabe, filha, hoje foi um dia triste para a Seleção Feminina de Futebol. E hoje mesmo, um pouco mais cedo, você estava lá, no quintal, testando a sua intimidade com a bola. Intimidade é uma questão de abraço, né? Quanto mais a gente abraça uma causa, mais ligado a ela a gente fica. Quanto mais a gente abraça os sonhos, menos a gente dorme. Quanto mais a gente abraça as árvores lá fora, mais cuida do próprio jardim. Quanto mais a gente abraça alguém, mais abraçado se sente. Aqui em casa a gente se abraça. O campo fica mais estreito, a gente confia mais no gramado, o time fica próximo, vem o aconchego, o conforto. Como se fosse possível passar a bola sem olhar se alguém do nosso time está lá – mas sim, alguém estará. Aqui vai o nosso carinho para a Seleção Feminina de Futebol, que acabou de ser eliminada da Copa do Canadá. Meninas da Seleção: Irene e Teresa, minhas pequenas, mandam um abraço. Sem hora para acabar. E bola para a frente, sempre. #jogapraelas 
Do seu pai,
Pedro.
 


Primeira vez por aqui? love.fútbol é um movimento que mobiliza e integra comunidades através do futebol, enquanto elas planejam, constroem e mantém seus próprios campos. Sonhamos com um mundo onde todas as crianças tenham a oportunidade de expressar plenamente sua paixão pelo jogo. Conheça a love.fútbol.


Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos e amigas e ajude-nos a espalhar a missão da love.fútbol para mais pessoas! :)


Quer contribuir com a missão de fortalecer comunidades através da paixão pelo futebol?

Comment